Sacolas & sacos

É com um sorrisinho de orgulho que a gente tem acompanhado a polêmica da proibição de sacolas plásticas nos supermercados de São Paulo - e de 17 outras cidades do Brasil.

Desde antes de aportar em São Paulo, ainda no Pastifício de Porto Alegre (RS), a sustentabilidade tem sido o norte, sul, leste e oeste de nossos critérios para escolher as embalagens e, principalmente, a sacola do Primo.

E foi dessa preocupação que surgiu nossa sacola de papel craft, um dos orgulhos do Pastifício. No começo não tinham alças, e depois de quase 1 ano conseguimos solucionar este assunto.

Sim, ela nos custa mais do que uma sacola plástica, mas isso não abalou nossa convicção em transformar a sacola/saco de papel em marca registrada do Primo - mesmo a despeito de alguns clientes que, no início, estranhavam e perguntavam pelas outras sacolas.

A opção pelo papel vai além do estilão retrô, do biodegradável e do reciclável. A sacola/saco de papel coleciona outras vantagens: ela acondiciona nossas massas e molhos sem socá-los, como seria numa sacolinha plástica, ajuda a manter a temperatura de nossos produtos (o papel é dos melhores isolantes térmicos que se conhece), e serve ainda para armazenar verduras e legumes na geladeira. Sem contar que é charmosíssima - lembra as clássicas embalagens usadas por nossos avós antes do plástico soterrar o mundo.

Clique aqui para assistir o vídeo

FacebookTwitterRSS FeedPinterest

Login or Register

LOG IN